urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago Fundação José Saramago Fundação Saramago Fundação Saramago 2014-04-16T14:18:09Z urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:514127 2014-04-15T16:18:33 Trigo Limpo teatro ACERT levará A Viagem do Elefante para mais 13 localidades portuguesas 2014-04-16T10:06:06Z 2014-04-16T10:20:16Z <p style="text-align: center;"><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=BckFFuwZAfA2ptyD7yA8"><img style="border: 0px none; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="http://c8.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B76152d29/16839455_Jh6Dj.jpeg" alt="" width="500" height="334" /></a><span style="font-size: x-small;">(foto Miguel Gonçalves Mendes)</span></p> <p style="text-align: justify;">O elefante articulado de seis metros de altura construído pelo Trigo Limpo teatro ACERT para <em>A Viagem do Elefante</em>, espetáculo baseado no conto homónimo de José Saramago, continuará a sua viagem. Depois de percorrer oito cidades da Península no ano passado, a companhia já tem agendada apresentações em outras 13 localidades portuguesas para os próximos meses.</p> <p style="text-align: justify;">A primeira paragem de Salomão será em Viseu, no dia 24 de maio, e o Trigo Limpo já está a <a href="http://www.acert.pt/aviagemdoelefante/posts/teatro-viriato-procura-participantes-para-a-viagem-do-elefante/" target="_blank">recrutar participantes</a> para a encenação - além dos atores profissionais, em cada espetáculo da <em>Viagem do Elefante</em> participam moradores da localidade. </p> <p>O calendário do espetáculo é:</p> <p> </p> <p><strong>Maio </strong></p> <p>20 a 24 Viseu</p> <p><strong>Junho </strong></p> <p>3 a 7 - Penalva do Castelo</p> <p>10 a 14 – Nelas</p> <p>17 a 21  Oliveira de Frades</p> <p>24 a 28 – Vouzela</p> <p><strong>Julho</strong></p> <p>8 a 12 - Aguiar da Beira</p> <p>22 a 26 – Vila Nova de Paiva Agosto</p> <p>12 a 16 - Sátão</p> <p>19 a 23 – Santa Comba</p> <p>Dão 26 a 30 – Castro Daire</p> <p><strong>Setembro</strong></p> <p>2 a 6 – Carregal do Sal</p> <p>9 a 13 – Mangualde</p> <p>16 a 20 – S. Pedro do Sul</p> <p> </p> <p style="text-align: justify;">Até o dia 17 de abril a Fundação José Saramago acolhe uma <a href="http://josesaramago.org/exposicao-fotografica-a-viagem-do-510807">exposição fotógrafica</a> de Ricardo Chaves com imagens da turné do ano passado da <em>Viagem do Elefante</em>.</p> <p style="text-align: justify;"><br />Para mais informações sobre o espetáculo visite: <a href="http://www.acert.pt/aviagemdoelefante/" target="_blank">http://www.acert.pt/aviagemdoelefante/</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:514038 2014-04-14T12:01:34 José Saramago dá nome a novo avião da TAP 2014-04-14T10:53:20Z 2014-04-16T14:18:09Z <div class="saportecontainer saportepreserve" style="text-align: center;"><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=PQupzKSQaUJRDOEAh2eZ"><img style="border: 0 none;" src="http://c8.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o751663c1/16831161_RbRkV.png" alt="" width="492" height="193" /></a></div> <p style="text-align: justify;">Há alguns anos, à partida para (mais) uma viagem de avião, e diante do painel de azulejos dedicado a Bartolomeu de Gusmão, que acolhe os passageiros no Aeroporto da Portela, alguém disse a José Saramago que seria extraordinário se um avião recebesse o nome de Blimunda, a mulher que via por dentro das pessoas e recolhia vontades para que a passarola chegasse a levantar voo.</p> <p style="text-align: justify;">O sorriso de José Saramago foi a forma de manifestar o seu agrado perante tal inaudita ideia.</p> <p style="text-align: justify;">Agora, por iniciativa da TAP, não será o nome de Blimunda a cruzar os céus, mas o do próprio Escritor, Prémio Nobel de Literatura. Trata-se de um Airbus A320, com a matrícula CS – TNW, que entra ao serviço da companhia este Verão e é um dos novos aviões que reforçam a frota da TAP este ano, permitindo-lhe expandir a sua Rede de operações a 11 novos destinos em 2014. “A atribuição do nome de “José Saramago” a um dos aviões da nossa frota é uma enorme honra para a companhia aérea portuguesa, que, deste modo, homenageia simbolicamente um dos maiores expoentes da língua Portuguesa, evocando o Nobel pelos céus do mundo e levando, nas suas asas, o nome de José Saramago a dezenas de cidades na Europa e em África”, afirmou Luiz da Gama Mór, Administrador-Executivo da TAP.</p> <p style="text-align: justify;">Assinalando a entrada da aeronave em serviço, nos meses de Junho, Julho e Agosto, será exibido a bordo da frota de longo curso da companhia o filme <em>José Saramago, o tempo de uma memória</em>, da realizadora Carmen Castillo, celebrando desta forma a atribuição do nome de José Saramago a este novo avião da TAP.</p> <p style="text-align: justify;">Boa viagem!</p> <p> </p> <p><strong>Na imprensa:<br /><br /></strong></p> <p><a href="http://www.publico.pt/economia/noticia/tap-deu-o-nome-de-jose-saramago-a-novo-aviao-1632222" target="_blank">TAP deu o nome de José Saramago a novo avião</a></p> <p><a href="http://www.publico.pt/economia/noticia/tap-deu-o-nome-de-jose-saramago-a-novo-aviao-1632222" target="_blank">(<em>Público)<br /></em></a><a href="http://economico.sapo.pt/noticias/novo-aviao-da-tap-baptizado-de-jose-saramago_191158.html" target="_blank">Novo avião da TAP baptizado de José Saramago</a></p> <p><em><a href="http://economico.sapo.pt/noticias/novo-aviao-da-tap-baptizado-de-jose-saramago_191158.html" target="_blank">(Económico)</a></em></p> <p><a href="http://sol.sapo.pt/inicio/Cultura/Interior.aspx?content_id=103571" target="_blank">José Saramago vai dar nome a um novo avião da TAP</a></p> <p><em><a href="http://sol.sapo.pt/inicio/Cultura/Interior.aspx?content_id=103571" target="_blank">(Sol)</a></em></p> <p><a href="http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/novo-aviao-da-tap-chama-se-jose-saramago" target="_blank">Novo avião da TAP chama-se José Saramago </a></p> <p><a href="http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/novo-aviao-da-tap-chama-se-jose-saramago" target="_blank">(<em>Correio da Manhã)<br /></em></a><a href="http://www.ionline.pt/artigos/portugal/jose-saramago-da-nome-aviao-da-tap" target="_blank">José Saramago dá nome a avião da TAP</a></p> <p><a href="http://www.ionline.pt/artigos/portugal/jose-saramago-da-nome-aviao-da-tap" target="_blank">(<em>Ionline</em>)</a></p> <p><a href="http://www.nst.com.my/latest/portugese-airplane-named-after-nobel-winning-writer-jose-saramago-1.568088#ixzz2z3fVXqf8" target="_blank">Portugese airplane named after Nobel-winning writer Jose Saramago <br />(<em>New Straits Times)</em></a></p> <p><a href="http://www.lux.iol.pt/nacionais/jose-saramago-saramago-frota-airbus-tap/1550968-4996.html" target="_blank">José Saramago vai dar nome a novo avião da frota da TAP <br />(<em>Lux.pt)</em></a></p> <p><a href="http://www.noticiasaominuto.com/economia/203565/novo-aviao-da-tap-chama-se-jose-saramago-e-inicia-voos-no-verao" target="_blank">Novo avião da TAP chama-se 'José Saramago' e inicia voos no verão<br /></a><a href="http://www.noticiasaominuto.com/economia/203565/novo-aviao-da-tap-chama-se-jose-saramago-e-inicia-voos-no-verao" target="_blank">(<em>Notícias ao Minuto)<br /></em></a><a href="http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2014-04-14-tap-da-nome-de-jose-saramago-ao-novo-airbus-a320" target="_blank">TAP dá nome de José Saramago ao novo Airbus A320<br /></a><a href="http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2014-04-14-tap-da-nome-de-jose-saramago-ao-novo-airbus-a320" target="_blank">(<em>Sic</em>)</a></p> <p><a href="http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=730672&amp;tm=4&amp;layout=121&amp;visual=49" target="_blank">José Saramago vai dar nome a um novo avião da frota da TAP <br /></a><em><a href="http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=730672&amp;tm=4&amp;layout=121&amp;visual=49" target="_blank">(RTP)</a></em></p> <p><a href="http://www.dn.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=3812251&amp;utm_source=feedburner&amp;utm_medium=feed&amp;utm_campaign=Feed%3A+DN-Ultimas+(DN+-+Ultimas)" target="_blank">Saramago vai dar nome a um novo avião da TAP<br /></a><em><a href="http://www.dn.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=3812251&amp;utm_source=feedburner&amp;utm_medium=feed&amp;utm_campaign=Feed%3A+DN-Ultimas+(DN+-+Ultimas)" target="_blank">(Diário de Notícias)</a></em></p> <p><a href="A companhia aérea TAP batiza um dos seus aviões com o nome de José Saramago" target="_blank">A companhia aérea TAP batiza um dos seus aviões com o nome de José Saramago<br /></a><a href="A companhia aérea TAP batiza um dos seus aviões com o nome de José Saramago" target="_blank"><em>(EFE)</em></a></p> <p><a href="http://www.tsf.pt/Programas/programa.aspx?content_id=904110&amp;audio_id=3813241" target="_blank">Saramago, o avião</a></p> <p><a href="http://www.tsf.pt/Programas/programa.aspx?content_id=904110&amp;audio_id=3813241" target="_blank">(<em>TSF, Bruno Nogueira)</em></a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:513738 2014-04-11T11:16:39 Exposição fotográfica sobre Saramago pode ser vista em Lanzarote até o dia 14 de maio 2014-04-11T10:57:36Z 2014-04-12T09:53:36Z <p style="text-align: center;"><a href="https://www.facebook.com/media/set/?set=a.653011331436953.1073741842.112209585517133&amp;type=1" target="_blank"><img style="border: 0px none; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="http://c8.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/Bda16233e/16820047_yVuJ5.jpeg" alt="" width="500" height="281" /></a><span style="font-size: x-small;">(O fotógrafo João Francisco Vilhena na inauguração da exposição)</span></p> <p style="text-align: justify;"><br />A Sala de Exposições Charco de San Ginés, em Arrecife, um dos lugares mais visitados de Lanzarote, recebe até o dia 14 de maio a exposição <a href="http://josesaramago.org/exposicao-lanzarote-a-janela-de-512703">“Lanzarote, a janela de Saramago”</a> do fotografo português João Francisco Vilhena.</p> <p style="text-align: justify;">Ontem, por volta das 21h, o prefeito de Arrecife, Manuel Fajardo, declarou aberta a exposição. Antes, ele agradeceu ao fotógrafo João Francisco Vilhena por seu projeto e disse que Saramago, assim como o César Manrique, foram figuras que contribuíram muito para o enriquecimento da ilha.</p> <p style="text-align: justify;">Vilhena, que antecedeu a Fajardo nos discursos, declarou-se um apaixonado mais por Lanzarote. “Sempre tive uma tração pelas ilhas, e já imaginei um mundo feito só de ilhas, cuja capital seria Lanzarote”, disse o fotógrafo, e acrescentou: “É maravilhoso pensar que uma pessoa seja capaz de juntar-nos para um projeto desse. Só uma figura da grandeza de Saramago possibilita isso”.</p> <p style="text-align: justify;">María del Río, subdiretora da Casa Museu José Saramago, agradeceu aos envolvidos pelo esforço de trazer a exposição à ilha do escritor e explicou que Pilar del Río, a presidenta da Fundação José Saramago, estará presente no encerramento da exposição. Foi lido um texto de Pilar em que ela diz que as fotos de João Francisco Vilhena são capazes de retratar, ao mesmo tempo, o “empenho de uma vida e o tamanho da ausência”.</p> <p><iframe src="//www.youtube.com/embed/nSgOyeuMDFE" width="420" height="315" frameborder="0" style="display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;"></iframe></p> <p style="text-align: justify;">Aberta a exposição, serviu-se um vinho local aos presentes e o fotógrafo percorreu com as autoridades, entre elas o presidente do Cabildo, Pedro San Ginés, a sala. A exposição composta por 29 imagens, uma projeção de vídeo e frases de Saramago pode ser vista em Arrecife até o dia 14 de maio. A seguir, será levada a Matosinhos e Lisboa (em maio), e a Barcelona, no mês de junho.</p> <p style="text-align: justify;">No dia 10 do próximo mês João Francisco Vilhena apresenta no Lev (Literatura em Viagem), em Matosinhos, <span>seu livro </span><em>Lanzarote, a janela de Saramago</em>.</p> <p> </p> <p>Mais sobre a exposição:<br /><a href="http://www.canarias7.es/multimedia/galeria.cfm?id=13333&amp;n=1" target="_blank">Galeria de fotos</a></p> <p><br /><a href="http://www.elconfidencial.com/ultima-hora-en-vivo/2014-04-11/una-exposicion-fotografica-muestra-como-lanzarote-transformo-a-jose-saramago_229449/" target="_blank">Exposición muestra cómo Lanzarote transformó a Saramago<br />(<em>El Confidencial/EFE</em>)</a></p> <p><a href="http://www.lavozdelanzarote.com/articulo/sociedad/fotografo-portugues-expone-arrecife-muestra-lanzarote-ventana-saramago/20140410114953088481.html?fb_action_ids=10202881143783814&amp;fb_action_types=og.likes" target="_blank">Un fotógrafo portugués expone en Arrecife<br /></a><a href="http://www.lavozdelanzarote.com/articulo/sociedad/fotografo-portugues-expone-arrecife-muestra-lanzarote-ventana-saramago/20140410114953088481.html?fb_action_ids=10202881143783814&amp;fb_action_types=og.likes" target="_blank">(<em>La Voz de Lanzarote)</em></a></p> <p> <a href="http://ocio.laprovincia.es/agenda/noticias/nws-291756-saramago-regresa-tierra-quemada.html" target="_blank">Saramago regresa a la tierra quemada<br /></a><a href="http://ocio.laprovincia.es/agenda/noticias/nws-291756-saramago-regresa-tierra-quemada.html" target="_blank">(<em>La Província</em>)</a></p> <p><a href="http://eldia.es/2014-04-11/cultura/10-exposicion-fotografica-muestra-como-Lanzarote-transformo-Jose-Saramago.htm" target="_blank">Una exposición fotográfica muestra como Lanzarote transformó Saramago<br />(<em>El Día.es)</em></a></p> <p> <a href="http://www.ondasyaiza.es/?p=5748" target="_blank">Lanzarote, la ventana de Saramago<br /></a><a href="http://www.ondasyaiza.es/?p=5748" target="_blank">(<em>Onda Yaiza</em>)</a></p> <p> <a href="http://www.dn.pt/cartaz/interior.aspx?content_id=3800253">Exposição mostra fotos de José Saramago como Nobel<br />(<em>Diário de Notícias)<br /></em></a> <em><a href="http://portocanal.sapo.pt/noticia/22437/" target="_blank">(Porto Canal)</a></em> </p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:513498 2014-04-10T15:00:36 A Viagem do Elefante na coleção 1+1=1 da Vista Alegre 2014-04-10T14:03:24Z 2014-04-15T15:52:41Z <div class="saportecontainer saportepreserve" style="text-align: center;"><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=Bm6tf1D8tmGL43V5aOAE"><img src="http://c3.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/of6154845/16817280_3LFAI.png" alt="" width="840" height="1182" /></a></div> <p>No próximo dia 15 de abril, às 18h30, a loja da Vista Alegre Atlantis no Chiado será palco da apresentação da peça <em>A Viagem do Elefante</em>, recriação de autoria de David de Almeida do livro de José Saramago, naquele que é o 5.º lançamento da Coleção 1+1=1, que celebra a obra de criadores consagrados. </p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:513072 2014-04-10T13:35:29 Ensaio sobre a Cegueira e Ensaio sobre a Lucidez apresentados em Pequim 2014-04-10T12:49:55Z 2014-04-10T12:49:55Z <p>No dia 11 de março, o Instituto Cervantes de Pequim recebeu a sessão de apresentação de duas novas publicações de autoria de José Saramago na China. O relato da sessão chega-nos através da Rádio Internacional da China:</p> <div class="saportecontainer saportepreserve" style="text-align: center;"><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=zGUUEaNkTdLGLUczVHYp"><img style="border: 0 none;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/oa215283b/16817106_jK4BJ.jpeg" alt="" width="363" height="523" /></a></div> <p>"O grande escritor português, José Saramago, reestreia no palco literário da China com a publicação de versões chinesas de duas de suas obras: o <em>Ensaio sobre a Cegueira</em> e <em>Ensaio sobre a Lucidez</em>. O primeiro foi republicado e, o outro, editado agora pela primeira vez. Ambos foram traduzidos pelo sr. Fan Weixin, condecorado pelo ex-presidente português, Jorge Sampaio, em 1997.</p> <p>Na cerimônia de lançamento, realizada em 11 de março no Instituto Cervantes, em Beijing, foram convidados o escritor titulado com o Prêmio Man Booker Internacional, Yan Lianke, o comentarista literário, Zhi'an e a jovem escritora, Ren Xiaowen, que compartilharam com dezenas de leitores chineses seus próprios entendimentos e sentimentos sobre as obras do mestre, assim como o valor da essência das obras de José Saramago.</p> <p><em>Ensaio sobre a Cegueira</em> é uma das obras mais bem conceituadas de José Saramago e o tornou o único escritor do mundo lusófono a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura. Já incluída na lista dos "Cem Melhores Livros de Todos os Tempos", do Instituto Nobel, esta obra conta uma história de ficção. Na situação imaginária criada por Saramago, uma cidade inteira sofre uma epidemia de cegueira. Com o alastramento da doença, cada vez mais pessoas são contagiadas, passando a ter o escuro absoluto como companhia diuturna. Em consequência, a sociedade local cai no caos completo. As pessoas perdem dignidade e civilidade, passando a viver como animais. Num ambiente extremo, a natureza humana é questionada em seus mais primordiais referenciais, expondo animalescos desejos, que escaparam aos atentos olhos da vigilância social.</p> <p>O escritor Yan Lianke leu o <em>Ensaio sobre a Cegueira</em> há 18 anos. Para ele, que leu a obra em uma sentada, o romance não ofereceu enredo complicado, mas causou-lhe indelével impacto. Segundo Yan, a grandeza de José Saramago reside no fato de que este deu vida e voz a uma ideia inusitada e até absurda, a de que os seres humanos retornam ao seu status original, revelando beleza e fealdade na conduta de pessoas, através da exposição constrangedora de peculiaridades que somente a miséria moral e socioemocional poderia oferecer.</p> <p>Para os livros alegóricos, é mais cômodo e até mais fácil elaborar sátira afiada, mas o difícil é provocar emoções. Comparado com o <em>La Peste</em>, do escritor francês Albert Camus e <em>1984</em>, do britânico George Orwell, Ensaio sobre a Cegueira consegue integrar, em si, dois aspectos: acionar o alarme da consciência e, ao mesmo tempo, comover a todos. "Neste sentido, José Saramago até supera George Orwell e Albert Camus", concluiu Yan Lianke.</p> <p>O erudito Zhi'an comparou <em>Ensaio sobre a Cegueira</em> com o livro bíblico <em>Gênesis</em>, considerando que este é uma epopeia da civilização humana e, aquele, uma retrospectiva do processo de civilização humana.</p> <p>Devido ao toque épico que enseja, muitos leitores comparam a obra de José Saramago a <em>Cien Anõs de Soledad</em>, de autoria de Gabriel Garcia Marquez, que atualmente desfruta de significativa repercussão na China. Quanto a essa comparação, Zhi'an opinou: "Marquez descreveu apenas a história de centenas de anos da América Latina mas, Saramago, todo o espectro da humanidade".</p> <p>Outra característica de José Saramago é sua grande capacidade de combinar a rica imaginação e as experiências da vida, o que faz com que os seus leitores mergulhem em uma realidade absurda, sem estranheza. Como contou ele próprio, tudo o que aconteceu nesta obra pode encontrar-se na realidade. A alquimia entre o surrealismo e o realismo definiu a posição de José Saramago como grande mestre literário. Com perspicácia singular e penetrante, ele consegue pensar em coisas que outros não imaginaram, e descobrir o que outros não veem.</p> <p>"Parece que havia um feixe de luz na mente de José Saramago, que iluminou todos os cantos sem perder nenhum pormenor", disse Zhi'an.</p> <p>Para Yan Lianke, os grandes escritores "têm que ser uma pedra de tropeço para o progresso de outros escritores". E José Saramago é exatamente essa "pedra" para os escritores chineses. Após ler o <em>Ensaio sobre a Lucidez</em>, Yan Lianke repensou a literatura chinesa. Este romance conta uma farsa de sufrágio realizada na cidade, quatro anos depois de vencida a epidemia de cegueira, denunciando de forma profunda as contradições da democracia e da liberdade na sociedade humana. Da criação literária, à maneira de narrar, o português deu uma lição. Ao fazer uma introspecção sobre a literatura nacional, Yan Lianke falou: "Costumamos evitar a política e evitar os temas como democracia e liberdade. Para nós, uma obra literária tem de evitar a política. O Ensaio sobre a Lucidez prova exatamente que a política também pode ser um dos temas na criação literária."</p> <p>Em 2014, serão traduzidas e publicadas na China mais obras de José Saramago, a saber, <em>Memorial do Convento</em>, <em>História do Cerco de Lisboa</em>, <em>O Homem Duplicado</em> e <em>As Pequenas Memórias</em>."</p> <p>Notícia publicada na <a href="http://portuguese.cri.cn/721/2014/04/09/1s182193.htm" target="_blank">Rádio Internacional da China</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:512703 2014-04-09T13:31:34 Exposição "Lanzarote, a janela de Saramago" abre no dia 10 de abril 2014-04-08T17:01:49Z 2014-04-09T12:49:23Z <div class="saportecontainer saportepreserve" style="text-align: center;"><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=yAvoLkDFJwCmsZeZ0eZR"><img style="border: 0 none;" src="http://c3.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o2616fc6a/16811557_lb6YB.jpeg" alt="" width="1200" height="1696" /></a></div> <p>Na próxima quinta-feira, dia 10 de abril, João Francisco Vilhena inaugura em Lanzarote a exposição <em>Lanzarote, a janela de Saramago</em>, composta por 29 imagens captadas pelo fotógrafo em dois momentos distintos. Em 1998, após o anúncio da atribuição do Prémio Nobel a José Saramago, e em 2013, quando o fotógrafo voltou à ilha das Canárias para percorrer os lugares onde havia retratado o Escritor.</p> <p>“Depois de fotografar José Saramago em Lanzarote fiquei com a ideia de um dia voltar, com mais calma, e ampliar de alguma maneira aquele trabalho. Achava que nos Cadernos de Lanzarote havia muitas leituras a serem feitas. Mas o tempo foi passando, se calhar eu também ainda não estava preparado, e foi só em 2012 que retomei a esse projeto”, explica Vilhena.</p> <div class="saportecontainer saportepreserve" style="text-align: center;"><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=p498lVmbZfnJZwB8Fjlo"><img style="border: 0 none;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/ob516bb9b/16811598_umHIo.jpeg" alt="© João Francisco Vilhena" width="1200" height="800" /></a><span style="font-size: x-small;">© João Francisco Vilhena</span><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=p498lVmbZfnJZwB8Fjlo"><br /></a></div> <p>Neste novo trabalho, Vilhena junta as suas consagradas fotos a preto e branco – que foram expostas em Estocolmo aquando da entrega do Nobel ao Escritor – a outras imagens inéditas do autor de <em>A Jangada de Pedra</em>, na ilha das Canárias. E coloca-as em diálogo com fotos recentes, feitas quando revisitou Lanzarote, já sem a presença do Escritor. Às imagens de Saramago e do cenário vulcânico, Vilhena acrescenta trechos extraídos dos <em>Cadernos de Lanzarote</em>, escritos entre 1993 e 1997.</p> <p>“Esta exposição talvez seja capaz de mostrar, em imagens, a harmonia e a paz encontradas por José Saramago em Lanzarote. Também retrata o tamanho da sua ausência”, disse Pilar del Río ao ver as fotografias.</p> <p>A exposição é financiada pelo Turismo de Arrecife, pelo Cabildo de Lanzarote, e conta com o apoio da Fundação José Saramago, da Casa José Saramago, do Instituto Camões e do Consulado Português em Barcelona.</p> <p>Lanzarote, a janela de Saramago permanecerá na Sala de Exposições Charco de San Ginés, em Arrecife, Lanzarote, até 14 de maio. Também em maio, parte dela estará no LeV (Festival de Literatura em Viagem) de Matosinhos. No dia 10 de junho, Dia de Portugal, a exposição será inaugurada em Barcelona.</p> <p>João Francisco Vilhena é autor do livro <em>Lanzarote, a janela de Saramago</em>, com apresentação marcada para o mês de maio em Portugal, numa edição da Porto Editora.</p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:512920 2014-04-09T12:32:40 Actividades da Cátedra José Saramago Extra-muros, de Córdoba - Argentina 2014-04-09T12:48:42Z 2014-04-09T12:50:44Z <p>De abril a novembro, a Cátedra José Saramago Extra-muros, de Córdoba (Argentina), organiza uma série de sessões sobre o tema "De Fernando Pessoa a José Saramago: um percurso literário", nas quais participam professores, investigadores e estudiosos da obra dos dois escritores portugueses.</p> <p>Na primeira sessão, que terá lugar a 11 de abril, Miguel Koleff, autor do livro <span>"La Caverna de José Saramago: una imagen dialéctica",</span> proferirá uma conferência sobre a Poesia dos Heterónimos: Alberto Caeiro.</p> <p>Aqui fica o programa completo:</p> <p><strong>Cátedra José Saramago Extra-muros</strong><br /><strong> Centro Cultural España Córdoba</strong></p> <p><strong>Agenda 2014</strong></p> <p><em>De Fernando Pessoa a José Saramago:</em></p> <p><em> Un recorrido literario</em><br /><em> (A 30 años de El año de la muerte de Ricardo Reis)</em></p> <p>11 de Abril – Casa de Pepino <br /> Poesías de los heterónimos: Alberto Caeiro<br /> Miguel Koleff</p> <p>16 de Mayo – CCEC- 19 hs.<br /> Poesía de los heterónimos: Alvaro de Campos<br /> Clara Ryfenholz</p> <p>13 de Junio – CCEC – 19 hs.<br /> Poesía de los heterónimos: Ricardo Reis<br /> Ximena Rodríguez</p> <p>22 de Agosto – Casa de Pepino<br /> Prosa de los heterónimos: Bernardo Soares<br /> Miguel Koleff</p> <p>Sábado 23 de agosto (por la mañana) (lugar a confirmar)<br /> Taller de lectura <br /> Graciela Castañeda</p> <p>12 de Setiembre – Casa de Pepino<br /> De Ricardo Reis a José Saramago<br /> Ximena Rodríguez</p> <p>17 de Octubre – Casa de Pepino<br /> La Lisboa de José Saramago<br /> Marisa Piehl</p> <p>21 de Noviembre – Casa de Pepino<br /> 1936: el año de la muerte de Ricardo Reis<br /> Graciela Perrén<br /><br /></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:512098 2014-03-31T12:02:49 Assim começa Abril na Fundação José Saramago 2014-03-31T11:36:18Z 2014-03-31T12:55:42Z <p style="text-align: justify;">Abril será um mês de muitas atividades na Fundação José Saramago. A celebração dos 40 anos do 25 de Abril, momento mais importante da história recente de Portugal, é tema da maioria dos eventos a serem realizados na Casa dos Bicos. O primeiro deles, já no dia 1 de Abril, é a conferência do catedrático português Boaventura de Sousa Santos, que apresentará o seu livro <em>Se Deus fosse um activista dos Direitos</em> <em>Humanos. </em>A sessão terá lugar às 18h30, no auditório da Fundação, e contará com a presença de Manuel Carvalho da Silva e de José Pacheco Pereira.</p> <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=KeWmzemebyjahDqfVOln"><img style="border: 0px none; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="http://c5.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B8316e380/16779033_MoOre.jpeg" alt="" width="355" height="500" /></a></p> <p> </p> <p>A sessão tem entrada gratuita, sujeita à lotação da sala. Aqui fica o convite.<a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=m5gfsi7LM9ITubswEtbz"><img style="border: 0px none; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B4b157cf7/16778971_WOaPu.png" alt="" width="463" height="500" /></a></p> <p> </p> <p style="text-align: justify;">No dia 2 de Abril é a vez do teólogo espanhol Juan José Tamayo apresentar o seu livro <em>Cincuenta intelectuales para una conciencia crítica. </em>A sessão, que também tem início às 18h30, contará com as presenças de Boaventura de Souza Santos e de Frei Bento Domingues.  </p> <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=W9SeWL8UPCvP5NEHQfNF"><img style="border: 0px none; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="http://c3.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/Bbe169e1c/16779036_L5d71.png" alt="" width="463" height="500" /></a></p> <p> </p> <p style="text-align: justify;">No dia 3 de Abril, quinta-feira, o auditório da Casa dos Bicos receberá o escritor português João Tordo (Prémio José Saramago de 2009), que apresentará o seu mais recente romance, <em>Biografía involuntária dos amantes. </em>Para apresentar o livro estará presente José Eduardo Agualusa.</p> <p style="text-align: justify;"><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=k8adA10Gj14oK4n62F8m"><img style="border: 0px none; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="http://c9.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B56166b29/16779054_OoqIL.jpeg" alt="" width="500" height="238" /></a> <strong>Todos os eventos terão início às 18h30. São gratuitos, sujeitos à lotação da sala.</strong></p> <p> </p> <p>Veja a programação completa do mês: </p> <p style="margin: 12px auto 6px; font-family: Helvetica, Arial, sans-serif; font-style: normal; font-variant: normal; font-weight: normal; font-size: 14px; line-height: normal; display: block; text-align: center;"><a style="text-decoration: underline;" title="View 40 Anos do 25 de Abril na Fundação José Saramago on Scribd" href="http://pt.scribd.com/doc/214842810/40-Anos-do-25-de-Abril-na-Fundacao-Jose-Saramago"><span style="font-size: x-small;">40 Anos do 25 de Abril na Fundação José Sarama</span><span style="font-size: x-small;">go</span></a> <span style="font-size: x-small;">by <a style="text-decoration: underline;" title="View Fundação José Saramago&#39;s profile on Scribd" href="http://www.scribd.com/fundacao_fjs">Fundação José Saramago</a></span></p> <p><iframe src="//www.scribd.com/embeds/214842810/content?start_page=1&view_mode=scroll&access_key=key-1fh3fxkmyasp0wvl0j62&show_recommendations=true" width="450" height="600" scrolling="no" frameborder="0" style="display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;"></iframe></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:512444 2014-03-31T10:53:36 ちっちゃな回想録 - As Pequenas Memórias - Sairyusha, Japão 2014-04-01T13:00:19Z 2014-04-01T13:00:46Z <p>A editora japonesa Sairyusha deu à estampa <em>As Pequenas Memórias</em>, neste que é o quarto título disponível para os leitores de José Saramago no Japão.</p> <p><a class="saportelink" href="http://www.sairyusha.co.jp/bd/isbn978-4-7791-1933-0.html"><img style="border: 0 none;" src="http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o181558e7/16784290_L2MTr.jpeg" alt="" width="500" height="726" /></a></p> <p>Veja <a href="http://josesaramago.blogs.sapo.pt/22015.html">aqui</a> mais sobre <em>As pequenas memórias</em>.</p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:511747 2014-03-31T10:42:49 Texto #20: "Apaixono-me sempre pelas minhas personagens femininas" 2014-03-31T10:55:51Z 2014-03-31T11:01:43Z <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=g0IOSTr8JJZcYZGmrZOH"><img style="border: 0 none;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B41023f66/16732095_UBW7A.jpeg" alt="" width="528" height="168" /></a> </p> <p style="text-align: justify;"><strong><em>TEXTO #20:</em></strong> </p> <p>"Eu apaixono-me sempre pelas minhas personagens femininas."</p> <p style="text-align: justify;">José Saramago, em entrevista ao <em>La Vanguardia, </em>Barcelona, 1986, in <em>José Saramago nas Suas Palavras </em>(2010)</p> <p style="text-align: justify;"> </p> <p style="text-align: justify;">Durante todo o mês de março, a Fundação José Saramago recuperou palavras de Saramago sobre as mulheres. Neste último dia do mês, a título de encerramento, escolhemos um trecho do espanhol Fernando Gómez Aguilera, grande conhecedor da obra de Saramago, sobre as personagens femininas do escritor português.  </p> <p style="text-align: justify;"><br />"Humildes e leais, generosas e autênticas, nelas se depositam os méritos que Saramago mais valorizava, representando, no seu conjunto, a humanidade desejada, ao mesmo tempo que são implicitamente confrontadas com o modelo de homem face ao qual se mostram mais robustas tanto na sua alma como nas suas ações. Trata-se de grandes personagens credíveis, carnais, que não reúnem virtudes idealmente, mas que se perfilam através de comportamentos humanos, sem sublinhados nem negritos. E para confirmar isso aí estão, brilhando nas suas páginas, Blimunda, Lídia, Maria Sara, Maria Guavaira, Joana Carda, Maria Madalena, a mulher do médico, Marta, Isaura..."</p> <p>Fernando Gómez Aguilera, in <em>José Saramago nas Suas Palavras </em>(2010)</p> <p style="text-align: justify;"> </p> <p style="text-align: justify;"><em>Veja os textos anteriores:</em></p> <p style="text-align: justify;"><a href="http://josesaramago.org/mes-da-mulher-na-fundacao-jose-saramago-503836" target="_blank">TEXTO #1<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-2-parte-da-humanidade-em-que-eu-504172">TEXTO #2<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-3-feminista-por-irritacao-504627">TEXTO #3<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-4-a-realidade-chega-a-mulher-por-504842">TEXTO #4<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-5-eva-e-o-uso-total-da-linguagem-505329">TEXTO #5<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-6-carta-para-josefa-minha-avo-505859">TEXTO #6<br />TEXTO #7<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-8-a-mulher-do-medico-aquela-que-507060">TEXTO #8<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-9-blimunda-um-amor-de-entranhas-507280">TEXTO #9<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-10-violencia-contra-a-mulher-507459">TEXTO #10<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-11-a-senhora-maria-sadica-sem-o-507814">TEXTO #11<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-12-ha-sempre-uma-mulher-a-508415">TEXTO #12<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-13-a-morte-e-sua-paixao-pelo-508429">TEXTO #13<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-14-no-fundo-as-historias-de-amor-509264">TEXTO #14<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-15-inventario-509702">TEXTO #15<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-16-a-infancia-e-a-vacina-contra-a-510168">TEXTO #16<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-17-as-palavras-de-lidia-e-as-510259">TEXTO #17<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-18-uma-nova-forma-de-humanidade-510594">TEXTO #18<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-19-as-mulheres-nao-fazem-parte-do-511479">TEXTO #19</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:511637 2014-03-28T11:39:09 Enemy, filme baseado no romance O Homem Duplicado, estreia hoje em 64 salas espanholas 2014-03-28T12:16:37Z 2014-03-29T11:15:36Z <p style="text-align: justify;">“Queria que o espetador se fizesse as mesmas perguntas que me fiz quando li o livro”, disse o realizador canadiano Denis Villeneuve sobre <em>Enemy</em>, a sua obra baseada no romance <em>O Homem Duplicado</em>, de José Saramago. Coprodução espanhola-canadiana, o filme tem estreia comercial na Espanha nesta sexta-feira, dia 28, em 64 salas da península e ilhas (<a href="https://www.facebook.com/EnemyLaPelicula?v=app_158086484245654&amp;app_data=gaReferrerOverride%3Dhttps%253A%252F%252Fwww.facebook.com%252F" target="_blank">consulte aqui as salas</a>). Em Portugal o filme chega aos cinemas no dia 18 de junho. </p> <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=pw7fMqKjzHsFOD0VQsSf"><img style="border: 0px none; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="http://c3.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/Bb215fb7d/16768159_h8RhS.jpeg" alt="" width="350" height="500" /></a></p> <p style="text-align: justify;">“Ao ler o romance intui-se que há muitas formas possíveis de transpô-lo para o ecrã, tanto quanto ao tom como quanto à parte visual, mas depois de ver <em>Enemy</em> chega-se à conclusão de que esta era a única", aponta o o crítico Javier Ocaña no <a href="http://cultura.elpais.com/cultura/2014/03/27/actualidad/1395950588_628436.html" target="_blank"><em>El País</em>.</a> E acrescenta: “é um filme tão fascinantemente incompreensível numa primeira visualização como perturbador em cada um dos seus planos”.</p> <p>Javier Martínez, na sua nota publicada no <em><a href="http://www.elmundo.es/cultura/2014/03/28/533469e2ca47410f388b457d.html" target="_blank">El Mundo</a></em>, define o trabalho de Villeneuve como “um breve encontro com a loucura de estar só. E vivo.”</p> <p style="text-align: justify;">Veja a entrevista do ator Jake Gyllenhaal à <em>RTVE</em>:</p> <div style="width: 100%; padding-top: 64%; position: relative; border-bottom: 1px solid #aaa; display: inline-block; background: rgba(255,255,255,0.9);"><iframe src="http://www.rtve.es/drmn/embed/video/2461467" width="320" height="240" scrolling="no" frameborder="0" style="width: 100%; height: 90%; position: absolute; left: 0; top: 0; overflow: hidden;"></iframe></div> <p>Mais sobre <em>Enemy: </em> </p> <p><a href="http://cultura.elpais.com/cultura/2014/03/27/actualidad/1395950588_628436.html" target="_blank">Cuando la materia prima es el subconsciente<br /></a>(<em>El País)<br /></em><a href="http://cultura.elpais.com/cultura/2014/03/27/actualidad/1395945128_781201.html?rel=rosEP" target="_blank">Asombro ante el yo<br /></a>(<em>El País)</em> </p> <p> <a href="http://www.infolibre.es/noticias/cultura/2014/03/27/jake_gyllenhaal_15041_1026.html" target="_blank">Jake Gyllenhaal: “Saramago estuvo presente en el set desde la distancia, fue una inspiración”<br /></a><em>(Infolibre</em>)</p> <p><a href="http://www.elmundo.es/cultura/2014/03/28/533469e2ca47410f388b457d.html" target="_blank">La dolorosa resaca de estar vivo<br /></a>(<em>El Mundo)</em></p> <p><a href="http://www.20minutos.es/noticia/2092002/0/entrevista/jake-gyllenhaal/enemy/">Jake Gyllenhaal: "Las personas siempre buscamos la forma de controlar a los demás"<br /></a><em>(20minutos.es)</em></p> <p><a href="http://www.rtve.es/noticias/20140327/904580.shtml?rel=rosEP" target="_blank">De 'El hombre duplicado' a 'Enemy'</a> <br />(<em>RTVE</em>) <br /><a href="http://www.rtve.es/alacarta/videos/dias-de-cine/enemy/2473887/">Enemy</a><em><br /></em>(<em>Dias de Cine, RTVE)</em></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:511479 2014-03-27T16:51:45 Texto #19: As mulheres não fazem parte do conselho 2014-03-27T16:56:14Z 2014-03-27T16:56:14Z <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=g0IOSTr8JJZcYZGmrZOH"><img style="border: 0 none;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B41023f66/16732095_UBW7A.jpeg" alt="" width="528" height="168" /></a> </p> <p style="text-align: justify;">Neste dia 27 de março, Dia Mundial do Teatro, um texto teatral de José Saramago sobre a mulher. </p> <p> </p> <p><strong><em>TEXTO #19:</em></strong> </p> <p style="text-align: justify;">FRANCISCO <br /><br />"Aquele da cadeira mais alta, além, é Elias. Elias é o chefe, o superior, o presidente. Ele sozinho tem mais autoridade que todos os outros juntos. Dois deles já não têm nenhuma autoridade, pagam as culpas de se terem posto do meu lado. Os nomes? Este chama-se Leão, este Junípero. As mulheres não fazem parte do conselho. São subalternas. Claro que os homens também o são. Subalternos de Elias, que é, de certeza, por sua vez subalterno de alguém que não conheço. Mas voltemos às mulheres. Conheces a história do homem que comprou um cão para ter em quem mandar? Até hoje as mulheres têm sido o cão do homem, sem ofensa. Minha mãe, por exemplo, aquela, que me gerou e pariu, foi o cão de meu pai."</p> <p style="text-align: justify;">José Saramago, in <em>A Segunda Vida de Francisco de Assis</em> (2ª. Ed, 1998, p. 123)</p> <p style="text-align: justify;"> </p> <p style="text-align: justify;"> </p> <p style="text-align: justify;"><em>Durante o mês de março, seguindo a sugestão dos amigos argentinos do <a href="http://www.mundoblimunda.com.ar/" target="_blank">Mundo Blimunda</a>, a Fundação recuperará palavras de Saramago sobre as mulheres. </em><em>Veja os textos anteriores: </em></p> <p style="text-align: justify;"><a href="http://josesaramago.org/mes-da-mulher-na-fundacao-jose-saramago-503836" target="_blank">TEXTO #1<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-2-parte-da-humanidade-em-que-eu-504172">TEXTO #2<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-3-feminista-por-irritacao-504627">TEXTO #3<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-4-a-realidade-chega-a-mulher-por-504842">TEXTO #4<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-5-eva-e-o-uso-total-da-linguagem-505329">TEXTO #5<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-6-carta-para-josefa-minha-avo-505859">TEXTO #6<br />TEXTO #7<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-8-a-mulher-do-medico-aquela-que-507060">TEXTO #8<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-9-blimunda-um-amor-de-entranhas-507280">TEXTO #9<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-10-violencia-contra-a-mulher-507459">TEXTO #10<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-11-a-senhora-maria-sadica-sem-o-507814">TEXTO #11<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-12-ha-sempre-uma-mulher-a-508415">TEXTO #12<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-13-a-morte-e-sua-paixao-pelo-508429">TEXTO #13<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-14-no-fundo-as-historias-de-amor-509264">TEXTO #14<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-15-inventario-509702">TEXTO #15<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-16-a-infancia-e-a-vacina-contra-a-510168">TEXTO #16<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-17-as-palavras-de-lidia-e-as-510259">TEXTO #17<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-18-uma-nova-forma-de-humanidade-510594">TEXTO #18</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:511047 2014-03-27T12:53:15 40 anos do 25 de Abril na Fundação José Saramago 2014-03-27T13:22:16Z 2014-03-27T13:43:45Z <div class="saportecontainer saportepreserve" style="text-align: center;"><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=KuCed4Go7KzbeTsVVWbF"><img style="border: 0 none;" src="http://c2.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o72156f85/16764966_Q3O4s.png" alt="" width="1754" height="489" /></a></div> <p style="text-align: justify;">Para assinalar os 40 anos da Revolução dos Cravos, a Fundação José Saramago preparou uma série de atividades a serem realizadas entre os meses de abril e maio. Consulte a agenda:</p> <p style="margin: 12px auto 6px; font-family: Helvetica, Arial, sans-serif; font-style: normal; font-variant: normal; font-weight: normal; font-size: 14px; line-height: normal; display: block; text-align: center;"><a style="text-decoration: underline;" title="View 40 Anos do 25 de Abril na Fundação José Saramago on Scribd" href="http://pt.scribd.com/doc/214842810/40-Anos-do-25-de-Abril-na-Fundacao-Jose-Saramago"><span style="font-size: x-small;">40 Anos do 25 de Abril na Fundação José Sarama</span><span style="font-size: x-small;">go</span></a> <span style="font-size: x-small;">by <a style="text-decoration: underline;" title="View Fundação José Saramago&#39;s profile on Scribd" href="http://www.scribd.com/fundacao_fjs">Fundação José Saramago</a></span></p> <p><iframe src="//www.scribd.com/embeds/214842810/content?start_page=1&view_mode=scroll&access_key=key-1fh3fxkmyasp0wvl0j62&show_recommendations=true" width="450" height="600" scrolling="no" frameborder="0" style="display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;"></iframe></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:510807 2014-03-27T12:53:02 Exposição fotográfica "A Viagem do Elefante", de Ricardo Chaves 2014-03-26T20:19:48Z 2014-03-28T13:32:55Z <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=HtLJFtcZudzslm9MQCAE"><img style="border: 0px none; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/Bb1152afc/16760022_4460u.png" alt="" width="353" height="500" /></a></p> <p> </p> <p style="text-align: justify;">A Casa dos Bicos acolhe entre 27 de Março e 17 de Abril uma exposição de fotografia que revela as pegadas do elefante Salomão, na rota percorrida pelo Trigo Limpo Teatro ACERT com as apresentações teatrais de<em> A Viagem do Elefante</em>, espetáculo criado a partir do conto de José Saramago. <br />Parceira desde a primeira hora, a Fundação José Saramago associa-se à comemoração do Dia Mundial do Teatro, convidando o público a (re)viver emocionalmente alguns momentos significativos duma aventura que, iniciada em Junho de 2013, continuará a percorrer trilhos por outras localidades portuguesas e espanholas. Na exposição estará disponível o documentário-vídeo sobre o espetáculo, realizado pela Fragmnesis, permitindo um outro olhar pelos espaços e contextos onde se realizaram as apresentações.</p> <p style="text-align: justify;"><a href="http://revistablimunda.files.wordpress.com/2014/03/expo_a_viagem_do_elefante_folha_de_sala.pdf" target="_blank">Descarregue a folha de sala da exposição.</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:510594 2014-03-26T12:05:34 Texto #18: Uma nova forma de humanidade 2014-03-26T12:13:08Z 2014-03-26T12:13:52Z <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=g0IOSTr8JJZcYZGmrZOH"><img style="border: 0 none;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B41023f66/16732095_UBW7A.jpeg" alt="" width="528" height="168" /></a> </p> <p><strong><em>TEXTO #18:</em></strong> </p> <p style="text-align: justify;">"Não gosto das grandes frases nem da retórica das acções. Mas é realmente verdade que nos meus romances aparecem personagens, sobretudo mulheres, dotadas de um heroísmo discreto, natural, como uma emanação da sua personalidade. São mulheres, inclusivamente, dispostas ao sacrifício por compaixão, de compadecer o outro, um sentimento que tem a ver com a piedade, não com a grandiloquência. Nesse modelo de mulher, que se repete de livro para livro, com diferentes nomes e em diferentes épocas, está em estado larvar uma nova forma de humanidade, uma forma diferente de «ser humano»."</p> <p style="text-align: justify;">José Saramago, em entrevista ao <em>Suplemento ABC Literario</em>, Madrid, 9 de Agosto de 1996, in José Saramago nas suas palavras (2010)</p> <p style="text-align: justify;"> </p> <p style="text-align: justify;"><em>Durante o mês de março, seguindo a sugestão dos amigos argentinos do <a href="http://www.mundoblimunda.com.ar/" target="_blank">Mundo Blimunda</a>, a Fundação recuperará palavras de Saramago sobre as mulheres. </em><em>Veja os textos anteriores: </em></p> <p style="text-align: justify;"><a href="http://josesaramago.org/mes-da-mulher-na-fundacao-jose-saramago-503836" target="_blank">TEXTO #1<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-2-parte-da-humanidade-em-que-eu-504172">TEXTO #2<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-3-feminista-por-irritacao-504627">TEXTO #3<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-4-a-realidade-chega-a-mulher-por-504842">TEXTO #4<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-5-eva-e-o-uso-total-da-linguagem-505329">TEXTO #5<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-6-carta-para-josefa-minha-avo-505859">TEXTO #6<br />TEXTO #7<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-8-a-mulher-do-medico-aquela-que-507060">TEXTO #8<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-9-blimunda-um-amor-de-entranhas-507280">TEXTO #9<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-10-violencia-contra-a-mulher-507459">TEXTO #10<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-11-a-senhora-maria-sadica-sem-o-507814">TEXTO #11<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-12-ha-sempre-uma-mulher-a-508415">TEXTO #12<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-13-a-morte-e-sua-paixao-pelo-508429">TEXTO #13<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-14-no-fundo-as-historias-de-amor-509264">TEXTO #14<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-15-inventario-509702">TEXTO #15<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-16-a-infancia-e-a-vacina-contra-a-510168">TEXTO #16<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-17-as-palavras-de-lidia-e-as-510259">TEXTO #17</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:510259 2014-03-25T10:56:07 Texto #17: As palavras de Lídia e as lágrimas de Reis 2014-03-25T11:34:14Z 2014-03-25T17:54:18Z <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=g0IOSTr8JJZcYZGmrZOH"><img style="border: 0 none;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B41023f66/16732095_UBW7A.jpeg" alt="" width="528" height="168" /></a> </p> <p><strong><em>TEXTO #17:</em></strong> </p> <p style="text-align: justify;">"(...) Não ficou zangado comigo, Que ideia a tua, por que motivo iria eu zangar-me, e estas palavras não são sinceras, justamente nesta altura se está formando uma grande cólera dentro de Ricardo Reis, Meti-me em grande sarilho, pensa ele, se ela não faz o aborto, fico para aqui com um filho às costas, terei de o perfilhar, é minha obrigação moral, que chatice, nunca esperei que viesse a acontecer-me uma destas. Lídia aconchegou-se melhor, quer que ele a abrace com força, por nada, só pelo bem que sabe, e diz as incríveis palavras, simplesmente, sem nenhuma ênfase particular, Se não quiser perfilhar o menino, não faz mal, fica sendo filho de pai incógnito, como eu. Os olhos de Ricardo Reis encheram-se de lágrimas, umas de vergonha, outras de piedade, distinga-as quem puder."</p> <p style="text-align: justify;">José Saramago, in <em>O Ano da Morte de Ricardo Reis </em>(1984)</p> <hr /> <p style="text-align: justify;"> </p> <p style="text-align: justify;"><em>Durante o mês de março, seguindo a sugestão dos amigos argentinos do <a href="http://www.mundoblimunda.com.ar/" target="_blank">Mundo Blimunda</a>, a Fundação recuperará palavras de Saramago sobre as mulheres. </em><em>Veja os textos anteriores: </em></p> <p style="text-align: justify;"><a href="http://josesaramago.org/mes-da-mulher-na-fundacao-jose-saramago-503836" target="_blank">TEXTO #1<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-2-parte-da-humanidade-em-que-eu-504172">TEXTO #2<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-3-feminista-por-irritacao-504627">TEXTO #3<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-4-a-realidade-chega-a-mulher-por-504842">TEXTO #4<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-5-eva-e-o-uso-total-da-linguagem-505329">TEXTO #5<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-6-carta-para-josefa-minha-avo-505859">TEXTO #6<br />TEXTO #7<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-8-a-mulher-do-medico-aquela-que-507060">TEXTO #8<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-9-blimunda-um-amor-de-entranhas-507280">TEXTO #9<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-10-violencia-contra-a-mulher-507459">TEXTO #10<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-11-a-senhora-maria-sadica-sem-o-507814">TEXTO #11<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-12-ha-sempre-uma-mulher-a-508415">TEXTO #12<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-13-a-morte-e-sua-paixao-pelo-508429">TEXTO #13<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-14-no-fundo-as-historias-de-amor-509264">TEXTO #14<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-15-inventario-509702">TEXTO #15<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-16-a-infancia-e-a-vacina-contra-a-510168">TEXTO #16</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:510168 2014-03-24T10:34:00 Texto #16: A infância e a vacina contra a violência doméstica 2014-03-24T10:39:23Z 2014-03-24T10:39:23Z <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=g0IOSTr8JJZcYZGmrZOH"><img style="border: 0 none;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B41023f66/16732095_UBW7A.jpeg" alt="" width="528" height="168" /></a> </p> <p><strong><em>TEXTO #16:</em></strong> </p> <p style="text-align: justify;">"(...) minha mãe, deixando-me entregue à avó Josefa, ia matar saudades com as amigas de juventude, a quem daria parte das suas próprias experiências da civilização, incluindo, se o orgulho e a vergonha não lhe travavam a língua, os maus tratos frequentes de um marido desnorteado pelas alegrias eróticas da metrópole lisboeta. Talvez por eu ter sido atónita e assustada testemunha de algumas dessas deploráveis cenas domésticas é que nunca levantei a mão para uma mulher. Serviu-me de vacina."</p> <p style="text-align: justify;">José Saramago, in <em>As Pequenas Memórias </em>(2006)</p> <hr /> <p style="text-align: justify;"> </p> <p style="text-align: justify;"><em>Durante o mês de março, seguindo a sugestão dos amigos argentinos do <a href="http://www.mundoblimunda.com.ar/" target="_blank">Mundo Blimunda</a>, a Fundação recuperará palavras de Saramago sobre as mulheres. </em><em>Veja os textos anteriores: </em></p> <p style="text-align: justify;"><a href="http://josesaramago.org/mes-da-mulher-na-fundacao-jose-saramago-503836" target="_blank">TEXTO #1<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-2-parte-da-humanidade-em-que-eu-504172">TEXTO #2<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-3-feminista-por-irritacao-504627">TEXTO #3<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-4-a-realidade-chega-a-mulher-por-504842">TEXTO #4<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-5-eva-e-o-uso-total-da-linguagem-505329">TEXTO #5<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-6-carta-para-josefa-minha-avo-505859">TEXTO #6<br />TEXTO #7<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-8-a-mulher-do-medico-aquela-que-507060">TEXTO #8<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-9-blimunda-um-amor-de-entranhas-507280">TEXTO #9<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-10-violencia-contra-a-mulher-507459">TEXTO #10<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-11-a-senhora-maria-sadica-sem-o-507814">TEXTO #11<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-12-ha-sempre-uma-mulher-a-508415">TEXTO #12<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-13-a-morte-e-sua-paixao-pelo-508429">TEXTO #13<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-14-no-fundo-as-historias-de-amor-509264">TEXTO #14<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-15-inventario-509702">TEXTO #15</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:509702 2014-03-21T12:45:52 Texto #15: Inventário 2014-03-21T12:55:58Z 2014-03-21T13:23:25Z <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=g0IOSTr8JJZcYZGmrZOH"><img style="border: 0 none;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B41023f66/16732095_UBW7A.jpeg" alt="" width="528" height="168" /></a></p> <p>Para assinalar o Dia Mundial da Poesia, um poema de Saramago. </p> <p> </p> <p><strong><em>TEXTO #15:</em></strong> </p> <p> </p> <p>INVENTÁRIO</p> <p> </p> <p>De que sedas se fizeram os teus dedos,</p> <p>De que marfim as tuas coxas lisas,</p> <p>De que alturas chegou ao teu andar</p> <p>A graça de camurça com que pisas.</p> <p> </p> <p>De que amoras maduras se espremeu</p> <p>O gosto acidulado do teu seio,</p> <p>De que Índias o bambu da tua cinta,</p> <p>O oiro dos teus olhos, donde veio.</p> <p> </p> <p>A que balanço de onda vais buscar</p> <p>A linha serpentina dos quadris,</p> <p>Onde nasce a frescura dessa fonte</p> <p>Que sai da tua boca quando ris.</p> <p> </p> <p>De que bosques marinhos se soltou</p> <p>A folha de coral das tuas portas,</p> <p>Que perfume te anuncia quando vens</p> <p>Cercar-me de desejo a horas mortas.</p> <p> </p> <p>José Saramago, in <em>Os Poemas Possíveis </em>(1ª ed. 1966, Portugália Editora)</p> <p> </p> <p><strong>Luis Pastor e Lourdes Guerra cantam o poema Inventário</strong>: </p> <object width="450" height="338"><param name="movie" value="//www.youtube.com/v/lR3fzJ8kVko?version=3&amp;hl=pt_BR&amp;rel=0"></param><param name="allowFullScreen" value="true"></param><param name="allowscriptaccess" value="always"></param><embed src="//www.youtube.com/v/lR3fzJ8kVko?version=3&amp;hl=pt_BR&amp;rel=0" type="application/x-shockwave-flash" width="450" height="338" allowscriptaccess="always" allowfullscreen="true"></embed></object> <p style="text-align: justify;"> </p> <hr /> <p style="text-align: justify;"> </p> <p style="text-align: justify;"><em>Durante o mês de março, seguindo a sugestão dos amigos argentinos do <a href="http://www.mundoblimunda.com.ar/" target="_blank">Mundo Blimunda</a>, a Fundação recuperará palavras de Saramago sobre as mulheres. </em><em>Veja os textos anteriores: </em></p> <p style="text-align: justify;"><a href="http://josesaramago.org/mes-da-mulher-na-fundacao-jose-saramago-503836" target="_blank">TEXTO #1<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-2-parte-da-humanidade-em-que-eu-504172">TEXTO #2<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-3-feminista-por-irritacao-504627">TEXTO #3<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-4-a-realidade-chega-a-mulher-por-504842">TEXTO #4<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-5-eva-e-o-uso-total-da-linguagem-505329">TEXTO #5<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-6-carta-para-josefa-minha-avo-505859">TEXTO #6<br />TEXTO #7<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-8-a-mulher-do-medico-aquela-que-507060">TEXTO #8<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-9-blimunda-um-amor-de-entranhas-507280">TEXTO #9<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-10-violencia-contra-a-mulher-507459">TEXTO #10<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-11-a-senhora-maria-sadica-sem-o-507814">TEXTO #11<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-12-ha-sempre-uma-mulher-a-508415">TEXTO #12<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-13-a-morte-e-sua-paixao-pelo-508429">TEXTO #13<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-14-no-fundo-as-historias-de-amor-509264">TEXTO #14</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:509548 2014-03-20T17:00:17 Agenda da FJS: Poesia, contos e uma exposição fotográfica de A Viagem do Elefante 2014-03-20T17:24:17Z 2014-03-21T11:43:38Z <p>No dia 21 de março comemora-se o Dia Mundial da Poesia. Para assinalar a data, a Fundação José Saramago distribuirá poemas de José Saramago aos que visitarem a Casa dos Bicos.</p> <div class="saportecontainer saportepreserve" style="text-align: center;"><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=ZyImjdpwm943K5aLThaF"><img style="border: 0 none;" src="http://c9.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B1016a0dc/16736523_SVILI.png" alt="" width="500" height="354" /></a><span style="text-align: left;"> </span></div> <p style="text-align: justify;">Às 18h30, Nicolás Buenaventura e Ana Sofia Paiva apresentam o espetáculo de contos <em>Dar à Luz</em>,<span> 4.ª sessão do projeto "Casa dos Bicos, Casa de Contos". </span>A entrada é gratuita, sujeita à lotação da sala.  </p> <p> </p> <p><a class="saportelink" href="http://c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/od316f2db/16736513_6Vtjr.jpeg"><img style="display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="http://c3.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B521696b4/16736513_ty4uV.jpeg" alt="" /></a></p> <p> Na próxima semana, a partir de quinta-feira, dia 27, a Casa dos Bicos recebe a exposição fotográfica de Ricardo Chaves, que registou a passagem do elefante Salomão e da companhia Trigo Limpo - Teatro ACERT por nove cidades da Península com o espetáculo <em>A Viagem do Elefante</em>, baseado na obra de José Saramago. </p> <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=ktNuEWZ1zA3EZz4KksFw"><img style="border: 0px none; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="http://c8.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B1a16d7fa/16736515_gPeWL.png" alt="" width="353" height="500" /></a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:509024 2014-03-20T11:12:30 Blimunda # 22, março 2014 2014-03-20T11:17:02Z 2014-03-20T17:04:30Z <div class="saportecontainer saportepreserve" style="text-align: center;"><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=mPIp67dCTQZUea4jZVPZ"><img style="border: 0 none;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o0c02ca0c/16735192_h6ZC0.jpeg" alt="" width="900" height="637" /></a></div> <p style="text-align: center;"> <strong><a href="http://revistablimunda.files.wordpress.com/2014/03/blimunda_22_marco_141.pdf" target="_blank">Descarregar Blimunda # 22 português (pdf)<br /></a><a href="http://pt.scribd.com/doc/213494860/Blimunda-N-%C2%BA-22-marco-2014" target="_blank">Ler no Scribd</a></strong></p> <p>A <em>Blimunda</em> de março chega carregada de boas leituras. Ricardo Viel conversou demoradamente com Valter Hugo Mãe, Prémio José Saramago de 2007, sobre literatura e sobre a vida. A entrevista vem acompanhada de fotografias do realizador Miguel Gonçalves Mendes, que retratou Hugo Mãe na Islândia, cenário do seu mais recente romance (<em>A Desumanização</em>).</p> <p>Da Póvoa de Varzim, onde no mês passado decorreu a 15ª edição das Correntes d´Escritas, Sara Figueiredo Costa e Ricardo Viel publicam as suas notas sobre os bastidores do principal encontro literário português.</p> <p>Na sua coluna sobre cinema, João Monteiro aborda o tema da censura durante o Estado Novo.</p> <p>Na secção infantil e Juvenil, editada por Andreia Brites, destaque para Maurice Sendak, o "desfazedor de impossibilidades”, quando a Kalandraka nos traz mais uma das suas obras; há ainda uma entrevista à escritora e jornalista Carla Maia de Almeida, a “corajosa” tradutora de Sendak para português.</p> <p>Como é habitual, a revista encerra com a Saramaguiana, que neste mês - em que se assinala o Dia da Mulher - é ocupada por um ensaio de Pedro Fernandes de Oliveira Neto sobre as personagens femininas em <em>Claraboia</em>.</p> <p>Boas leituras e até abril!</p> <p style="margin: 12px auto 6px; font-family: Helvetica, Arial, sans-serif; font-style: normal; font-variant: normal; font-weight: normal; font-size: 14px; line-height: normal; display: block; text-align: center;"><a style="text-decoration: underline;" title="View Blimunda N.º 22 - março 2014 on Scribd" href="http://pt.scribd.com/doc/213494860/Blimunda-N-%C2%BA-22-marco-2014"><span style="font-size: xx-small;">Blimunda N.º 22 - março 201<span style="font-size: x-small;">4</span></span></a><span style="font-size: x-small;"> by <a style="text-decoration: underline;" title="View Fundação José Saramago&#39;s profile on Scribd" href="http://www.scribd.com/fundacao_fjs">Fundação José Saramago</a></span></p> <p><iframe src="//www.scribd.com/embeds/213494860/content?start_page=1&view_mode=scroll&access_key=key-2geplc6anjx11cf9c95&show_recommendations=true" width="450" height="600" scrolling="no" frameborder="0" style="display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;"></iframe></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:509264 2014-03-20T09:42:13 Texto #14: "No fundo as histórias de amor dos meus romances são histórias de mulheres" 2014-03-20T12:48:01Z 2014-03-20T12:48:01Z <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=g0IOSTr8JJZcYZGmrZOH"><img style="border: 0 none;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B41023f66/16732095_UBW7A.jpeg" alt="" width="528" height="168" /></a></p> <p> </p> <p><strong><em>TEXTO #14:</em></strong></p> <p style="text-align: justify;">"Essas histórias de amor que aparecem com toda a naturalidade penso que são como são graças ao que são as minhas mulheres, pessoas muito especiais, muito particulares, que verdadeiramente não pertencem totalmente a este mundo, pois não acredito que haja neste mundo uma Lídia, do <em>Ano da Morte de Ricardo Reis</em>. São como que ideias, como que arquétipos que nascem para ser propostos. É claro que no <em>Evangelho segundo Jesus Cristo</em> tinha de aparecer uma Maria Madalena, mas esta Maria Madalena nada tem a ver, ou tem muito pouco a ver, com o que se pode deduzir dos Evangelhos. É a figura de uma mulher apaixonada até ao tutano e com uma força que até nem é a minha, ou que o é de uma forma transposta. Portanto, no fundo as histórias de amor dos meus romances são histórias de mulheres, o homem está lá como um ser necessário, às vezes importante, é uma figura simpática, mas a força é da mulher."</p> <p style="text-align: justify;">José Saramago, entrevista a Juan Arias, Barcelona, 1998, in <em>José Saramago nas suas palavras </em>(2010)</p> <hr /> <p style="text-align: justify;"> </p> <p style="text-align: justify;"><em>Durante o mês de março, seguindo a sugestão dos amigos argentinos do <a href="http://www.mundoblimunda.com.ar/" target="_blank">Mundo Blimunda</a>, a Fundação recuperará palavras de Saramago sobre as mulheres. </em><em>Veja os textos anteriores: </em></p> <p style="text-align: justify;"><a href="http://josesaramago.org/mes-da-mulher-na-fundacao-jose-saramago-503836" target="_blank">TEXTO #1<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-2-parte-da-humanidade-em-que-eu-504172">TEXTO #2<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-3-feminista-por-irritacao-504627">TEXTO #3<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-4-a-realidade-chega-a-mulher-por-504842">TEXTO #4<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-5-eva-e-o-uso-total-da-linguagem-505329">TEXTO #5<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-6-carta-para-josefa-minha-avo-505859">TEXTO #6<br />TEXTO #7<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-8-a-mulher-do-medico-aquela-que-507060">TEXTO #8<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-9-blimunda-um-amor-de-entranhas-507280">TEXTO #9<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-10-violencia-contra-a-mulher-507459">TEXTO #10<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-11-a-senhora-maria-sadica-sem-o-507814">TEXTO #11<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-12-ha-sempre-uma-mulher-a-508415">TEXTO #12<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-13-a-morte-e-sua-paixao-pelo-508429">TEXTO #13</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:508429 2014-03-19T11:29:53 Texto #13: A morte e sua paixão pelo violoncelista 2014-03-19T11:59:52Z 2014-03-19T12:55:28Z <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=g0IOSTr8JJZcYZGmrZOH"><img style="border: 0 none;" src="http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B41023f66/16732095_UBW7A.jpeg" alt="" width="528" height="168" /></a></p> <p> </p> <p><strong><em>TEXTO #13:</em></strong></p> <p style="text-align: justify;">"Com o seu vestido novo comprado ontem numa loja do centro, a morte assiste ao concerto. Está sentada, sozinha, no camarote de primeira ordem, e, como havia feito durante o ensaio, olha o violoncelista. Antes que as luzes da sala tivessem sido baixadas, quando a orquestra esperava a entrada do maestro, ele reparou naquela mulher. Não foi o único dos músicos a dar pela sua presença. Em primeiro lugar porque ela ocupava sozinha o camarote, o que, não sendo caso raro, tão-pouco é frequente. Em segundo lugar porque era bonita, porventura não a mais bonita entre a assistência feminina, mas bonita de um modo indefinível, particular, não explicável por palavras, como um verso cujo sentido último, se é que tal coisa existe num verso, continuamente escapa ao tradutor. E finalmente porque a sua figura isolada, ali no camarote, rodeada de vazio e ausência por todos os lados, como se habitasse um nada, parecia ser a expressão da solidão mais absoluta. A morte, que tanto e tão perigosamente havia sorrido desde que saiu do seu gelado subterrâneo, não sorri agora. Do público, os homens tinham-na observado com dúbia curiosidade, as mulheres com zelosa inquietação, mas ela, como uma águia descendo rápida sobre o cordeiro, só tem olhos para o violoncelista."</p> <p style="text-align: justify;">José Saramago, in <em>As Intermitências da Morte </em>(2006)</p> <hr /> <p style="text-align: justify;"> </p> <p style="text-align: justify;"><em>Durante o mês de março, seguindo a sugestão dos amigos argentinos do <a href="http://www.mundoblimunda.com.ar/" target="_blank">Mundo Blimunda</a>, a Fundação recuperará palavras de Saramago sobre as mulheres. </em><em>Veja os textos anteriores: </em></p> <p style="text-align: justify;"><a href="http://josesaramago.org/mes-da-mulher-na-fundacao-jose-saramago-503836" target="_blank">TEXTO #1<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-2-parte-da-humanidade-em-que-eu-504172">TEXTO #2<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-3-feminista-por-irritacao-504627">TEXTO #3<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-4-a-realidade-chega-a-mulher-por-504842">TEXTO #4<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-5-eva-e-o-uso-total-da-linguagem-505329">TEXTO #5<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-6-carta-para-josefa-minha-avo-505859">TEXTO #6<br />TEXTO #7<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-8-a-mulher-do-medico-aquela-que-507060">TEXTO #8<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-9-blimunda-um-amor-de-entranhas-507280">TEXTO #9<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-10-violencia-contra-a-mulher-507459">TEXTO #10<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-11-a-senhora-maria-sadica-sem-o-507814">TEXTO #11<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-12-ha-sempre-uma-mulher-a-508415">TEXTO #12</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:508735 2014-03-19T09:45:29 Priče s ovog i s onog sveta - Deste mundo e do Outro - Laguna, Sérvia 2014-03-19T14:00:09Z 2014-03-19T14:00:09Z <p>A editora Laguna deu à estampa o título <em>Priče s ovog i s onog sveta</em> numa selecção de textos de José Saramago: contos de <em>Objecto Quase</em> ("Embargo", "Refluxo", "Coisas", "Centauro" e "Desforra"), crónicas de <em>Deste mundo e do outro</em> ("A ponte", "Ninguém se banha duas vezes no mesmo rio", "Cair no céu", "Jardim no inverno", "Carta para Josefa, minha avó", "O meu avô, também", "A aparição", "As palavras", "A ilha deserta", "A neve preta", "Os olhos de pedra" e "O cego do harmónio") e de <em>A Bagagem do Viajante</em> ("Apólogo da vaca lutadora", "A minha subida ao Evereste" e "História do rei que fazia desertos"), e o texto integral de <em>O Conto da Ilha Desconhecida</em>.</p> <p>Com este conjunto de textos, inéditos para os leitores sérvios, a editora apresenta, assim, outros géneros literários da obra de José Saramago.</p> <p>A tradução é de Jasmina Nešković.</p> <p><a class="saportelink" href="https://www.laguna.rs/n2330_knjiga_price_s_ovog_i_s_onog_sveta_laguna.html"><img style="border: 0 none;" src="http://c1.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/oc40215a7/16732511_ocMP6.jpeg" alt="" width="500" height="772" /></a></p> <p> </p> <p>Veja aqui mais sobre <em><a href="http://josesaramago.blogs.sapo.pt/14341.html">Objecto Quase</a></em>, <em><a href="http://josesaramago.blogs.sapo.pt/12940.html">Deste mundo e do outro</a></em>, <em><a href="http://josesaramago.blogs.sapo.pt/13147.html">A Bagagem do Viajante</a></em> e <em><a href="&quot;http://josesaramago.blogs.sapo.pt/19304.html">O Conto da Ilha Desconhecida</a></em>.</p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:508415 2014-03-18T10:15:39 Texto #12: "Há sempre uma mulher a sustentar cada um dos meus romances" 2014-03-18T10:25:16Z 2014-03-18T11:24:17Z <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=Ev9N1ae0nLptiKUudHmv"><img style="border: 0 none;" src="http://c5.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/Bde02bb7f/16727759_GlAzw.jpeg" alt="" width="538" height="171" /></a></p> <p><strong><em> TEXTO #12:</em></strong></p> <p style="text-align: justify;">"Se alguma vez alguma personagem minha ficar na memória das pessoas, será a de uma destas mulheres, e não é por eu predeterminar o seu carácter, ou agir mediante estratégias prévias. O carácter destas mulheres nasce naturalmente no meio da situação concreta que estou a narrar. Certa vez alguém me perguntou: «Mas porque é que escolhe sempre uma mulher?» E eu respondi: «O senhor acha que um homem teria feito tudo o que essa mulher fez?» É claro que não. Há sempre uma mulher a sustentar cada um dos meus romances: Lídia em <em>O Ano da Morte de Ricardo Reis</em>, Blimunda no <em>Memorial do Convento</em>, Maria Madalena no E<em>vangelho segundo Jesus Cristo</em>…"</p> <p style="text-align: justify;">José Saramago, em entrevista ao <em>ABC, </em>Madrid, 9 de agosto de 1996, in <em>José Saramago nas suas palavras </em>(2010)</p> <p> </p> <p style="text-align: justify;"><em>Durante o mês de março, seguindo a sugestão dos amigos argentinos do <a href="http://www.mundoblimunda.com.ar/" target="_blank">Mundo Blimunda</a>, a Fundação recuperará palavras de Saramago sobre as mulheres. </em><em>Veja os textos anteriores: </em></p> <p style="text-align: justify;"><a href="http://josesaramago.org/mes-da-mulher-na-fundacao-jose-saramago-503836" target="_blank">TEXTO #1<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-2-parte-da-humanidade-em-que-eu-504172">TEXTO #2<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-3-feminista-por-irritacao-504627">TEXTO #3<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-4-a-realidade-chega-a-mulher-por-504842">TEXTO #4<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-5-eva-e-o-uso-total-da-linguagem-505329">TEXTO #5<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-6-carta-para-josefa-minha-avo-505859">TEXTO #6<br />TEXTO #7<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-8-a-mulher-do-medico-aquela-que-507060">TEXTO #8<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-9-blimunda-um-amor-de-entranhas-507280">TEXTO #9<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-10-violencia-contra-a-mulher-507459">TEXTO #10<br /></a><a href="http://josesaramago.org/texto-11-a-senhora-maria-sadica-sem-o-507814">TEXTO #11</a></p> urn:lj:blogs.sapo.pt:atom1:josesaramago:508133 2014-03-17T15:09:16 Antestreia de Enemy, adaptação de O Homem Duplicado, em Madrid 2014-03-17T15:26:51Z 2014-03-29T18:17:38Z <p><a class="saportelink" href="http://fotos.sapo.pt/fundacaosaramago/fotos/?uid=ZIwPHRfpcLZBFlON3tku"><img style="border: 0px none; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="http://c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B3e15e840/16724864_qEGPy.jpeg" alt="" width="500" height="500" /></a></p> <p style="text-align: justify;"><em>Enemy</em>, a adaptação para o cinema de <em>O Homem Duplicado</em>, de José Saramago, terá a sua antestreia em Madrid nesta terça-feira, dia 18, às 19h, na Casa del Lector.</p> <p style="text-align: justify;">O filme do realizador canadiano Denis Villeneuve é uma coprodução hispano canadiana, motivo pelo qual chega primeiro a Espanha - começa a ser exibido a partir do dia 28 deste mês. Em Portugal a antestreia está agendada para o dia 17 de junho, entrando em exibição no dia seguinte, precisamente quatro anos após a morte do Escritor. Além da projecção do filme, na Casa del Lector haverá um colóquio com a presença do autor do guião, Javier Gullón, e de Pilar del Río, presidenta da Fundação José Saramago e tradutora do livro para castelhano.</p> <p style="text-align: justify;">No Canadá, <em>Enemy</em> recebeu cinco prémios no Canadian Screen Awards, o principal galardão de cinema do país. Além de melhor realização e melhor fotografia, o filme foi distinguido pela melhor música e montagem; Sarah Gadon foi eleita a melhor atriz secundária.</p> <p style="text-align: justify;">Veja entrevista do ator Jake Gyllenhaal à <em>RTVE</em>:</p> <p> </p> <div style="width: 100%; padding-top: 64%; position: relative; border-bottom: 1px solid #aaa; display: inline-block; background: rgba(255,255,255,0.9);"><iframe src="http://www.rtve.es/drmn/embed/video/2461467" width="320" height="240" scrolling="no" frameborder="0" style="width: 100%; height: 90%; position: absolute; left: 0; top: 0; overflow: hidden;"></iframe><span style="line-height: 1.833;"> </span></div> <p>Mais sobre <em>Enemy:<br /><br /></em></p> <p><a href="http://www.dn.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=3747460&amp;seccao=Cinema" target="_blank">Adaptação de obra de Saramago anteestreia em Madrid<br />(<em>Diário de Notícias</em>)</a></p> <p><a href="http://www.tvi24.iol.pt/345/noticias/enemy-o-homem-duplicado-saramago-jose-saramago-antestreia-tvi24/1544435-2903.html" target="_blank">Filme sobre «O homem duplicado», de Saramago, antestreia em Madrid<br />(<em>tvi 24</em>)</a></p> <p><a href="http://www.elmundo.es/elmundo/2013/09/21/cultura/1379760907.html" target="_blank">El doble y la resaca de estar vivo<br /></a><a href="http://www.elmundo.es/elmundo/2013/09/21/cultura/1379760907.html" target="_blank">(<em>El Mundo</em>, Espanha)</a></p> <p><a href="http://www.publico.es/culturas/469684/nuestros-demonios-estan-siempre-ahi-es-dificil-deshacerse-del-pasado" target="_blank">"Nuestros demonios estan siempre ahí, es difícil deshacerse del pasado"<br />(<em>Público</em>, Espanha)</a></p> <p><a href="http://economia.elpais.com/economia/2013/09/21/agencias/1379792661_078860.html" target="_blank">Llega "Enemy", una versión muy libre de "El hombre duplicado" de Saramago<br />(<em>El País</em>, Espanha)</a></p> <p><a href="http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=724614&amp;tm=4&amp;layout=121&amp;visual=49" target="_blank">"Ficaram perguntas por fazer a Saramago"<br />(<em>RTP/Lusa</em>)</a></p> <p><a href="http://www.sensacine.com/noticias/cine/noticia-18517593/">"Jake Gyllenhaal ('Enemy'): "Me encantaría repetir mi papel de detective en 'Prisioneros"<br />(Sensacine)</a></p>