Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

En Español

José Saramago dá nome a novo avião da TAP

Segunda-feira, 14.04.14

Há alguns anos, à partida para (mais) uma viagem de avião, e diante do painel de azulejos dedicado a Bartolomeu de Gusmão, que acolhe os passageiros no Aeroporto da Portela, alguém disse a José Saramago que seria extraordinário se um avião recebesse o nome de Blimunda, a mulher que via por dentro das pessoas e recolhia vontades para que a passarola chegasse a levantar voo.

O sorriso de José Saramago foi a forma de manifestar o seu agrado perante tal inaudita ideia.

Agora, por iniciativa da TAP, não será o nome de Blimunda a cruzar os céus, mas o do próprio Escritor, Prémio Nobel de Literatura. Trata-se de um Airbus A320, com a matrícula CS – TNW, que entra ao serviço da companhia este Verão e é um dos novos aviões que reforçam a frota da TAP este ano, permitindo-lhe expandir a sua Rede de operações a 11 novos destinos em 2014. “A atribuição do nome de “José Saramago” a um dos aviões da nossa frota é uma enorme honra para a companhia aérea portuguesa, que, deste modo, homenageia simbolicamente um dos maiores expoentes da língua Portuguesa, evocando o Nobel pelos céus do mundo e levando, nas suas asas, o nome de José Saramago a dezenas de cidades na Europa e em África”, afirmou Luiz da Gama Mór, Administrador-Executivo da TAP.

Assinalando a entrada da aeronave em serviço, nos meses de Junho, Julho e Agosto, será exibido a bordo da frota de longo curso da companhia o filme José Saramago, o tempo de uma memória, da realizadora Carmen Castillo, celebrando desta forma a atribuição do nome de José Saramago a este novo avião da TAP.

Boa viagem!

 

Na imprensa:

TAP deu o nome de José Saramago a novo avião

(Público)
Novo avião da TAP baptizado de José Saramago

(Económico)

José Saramago vai dar nome a um novo avião da TAP

(Sol)

Novo avião da TAP chama-se José Saramago 

(Correio da Manhã)
José Saramago dá nome a avião da TAP

(Ionline)

Portugese airplane named after Nobel-winning writer Jose Saramago 
(New Straits Times)

José Saramago vai dar nome a novo avião da frota da TAP 
(Lux.pt)

Novo avião da TAP chama-se 'José Saramago' e inicia voos no verão
(Notícias ao Minuto)
TAP dá nome de José Saramago ao novo Airbus A320
(Sic)

José Saramago vai dar nome a um novo avião da frota da TAP 
(RTP)

Saramago vai dar nome a um novo avião da TAP
(Diário de Notícias)

A companhia aérea TAP batiza um dos seus aviões com o nome de José Saramago
(EFE)

Saramago, o avião

(TSF, Bruno Nogueira)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 12:01

Enemy, filme baseado em O Homem Duplicado, estreia em 64 salas espanholas

Sexta-feira, 28.03.14

“Queria que o espetador se fizesse as mesmas perguntas que me fiz quando li o livro”, disse o realizador canadiano Denis Villeneuve sobre Enemy, a sua obra baseada no romance O Homem Duplicado, de José Saramago. Coprodução espanhola-canadiana, o filme tem estreia comercial na Espanha nesta sexta-feira, dia 28, em 64 salas da península e ilhas (consulte aqui as salas). Em Portugal o filme chega aos cinemas no dia 18 de junho. 

“Ao ler o romance intui-se que há muitas formas possíveis de transpô-lo para o ecrã, tanto quanto ao tom como quanto à parte visual, mas depois de ver Enemy chega-se à conclusão de que esta era a única", aponta o o crítico Javier Ocaña no El País. E acrescenta: “é um filme tão fascinantemente incompreensível numa primeira visualização como perturbador em cada um dos seus planos”.

Javier Martínez, na sua nota publicada no El Mundo, define o trabalho de Villeneuve como “um breve encontro com a loucura de estar só. E vivo.”

Veja a entrevista do ator Jake Gyllenhaal à RTVE:

Mais sobre Enemy:  

Cuando la materia prima es el subconsciente
(El País)
Asombro ante el yo
(El País) 

 Jake Gyllenhaal: “Saramago estuvo presente en el set desde la distancia, fue una inspiración”
(Infolibre)

La dolorosa resaca de estar vivo
(El Mundo)

Jake Gyllenhaal: "Las personas siempre buscamos la forma de controlar a los demás"
(20minutos.es)

De 'El hombre duplicado' a 'Enemy' 
(RTVE
Enemy
(Dias de Cine, RTVE)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 11:39

“O rosto de um povo ferido”, José Saramago sobre os atentados de 11 de março de 2004 em Madrid

Terça-feira, 11.03.14

Há dez anos, no dia 11 de março de 2004, uma série de atentados terroristas vitimaram 191 pessoas – e causaram mais de mil feridos - em Madrid. Um ano depois daquela triste data, um grupo de artistas de várias partes do mundo publicou o disco No os olvidamos, uma homenagem às vítimas daqueles atentados. José Saramago foi convidado para escrever um texto que acompanharia o disco. Disse que sim, e preparou as emotivas palavras transcritas abaixo:

 

"O rosto de um povo ferido” (José Saramago)


Em Espanha, solidarizar-se é um verbo que todos os dias se conjuga nos seus três tempos: presente, passado e futuro. A lembrança da solidariedade passada reforça a solidariedade de que o presente necessita, e ambas, juntas, preparam o caminho para que a solidariedade, no futuro, volte a manifestar-se em toda sua grandeza. O dia 11 de março não foi só um dia de dor e de lágrimas, foi também um dia em que o espírito solidário do povo espanhol ascendeu ao sublime com uma dignidade que me tocou profundamente e que ainda hoje me emociona quando o recordo. O belo não é só uma categoria do estético, podemos encontrá-lo também na ação moral. Por isso digo que poucas vezes, em qualquer lugar do mundo, o rosto de um povo ferido pela tragédia terá alcançado tanta beleza.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 10:56

Silencia-se a "voz" de Paco de Lucía

Quarta-feira, 26.02.14


(Paco de Lucía 1947 - 2014)

Nesta quarta-feira, a Península Ibérica despertou emudecida com a notícia da morte do guitarrista espanhol Paco de Lucía. Segundo as primeiras informações, o músico, que estava de férias em Cancún, no México, sofreu um enfarte e faleceu a caminho do hospital.

Paco de Lucía gravou seu primeiro disco aos 14 anos e dedicou toda a vida à música, ainda que em mais de uma ocasião tivesse dito "detestar" a guitarra. "Adoraria poder viver sem a música, com ela sofro muito".
Tinha 66 anos e deixa um imenso legado que o coloca, ao lado de Enrique Morente e Camarón de la Isla, como um dos grandes mestres do flamenco. 
Em 2004 recebeu o prémio Príncipe de Astúrias pela sua capacidade de "transcender fronteiras e estilo" e, desse modo, tornar-se um "músico de dimensão universal". "Tudo o que possa ser expressado com as seis cordas da guitarra está nas suas mãos", assinalou o júri do prémio. 
José Mercé, uma das figuras mais representativas do flamenco da atualidade, declarou que Paco de Lucía era um "monstro da guitarra" e que "nos próximos 200 anos" não surgirá um guitarrista a sua altura. 

Sua morte nos emudece. Resta-nos escutá-lo:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 11:05

Póvoa de Varzim, dia #3 (final)

Domingo, 23.02.14

(Ruben Chipa, de gravata, espera ao lado dos colegas o momento de receber o prémio de melhor conto infantil ilustrado  Foto: Correntes d' Escritas) 


Ruben Chipa e Francisco André, ambos de 9 anos, fizeram questão de usar gravata, acessório que luzia quase tanto como o sorriso que carregavam no rosto. “Eles são vaidosos”, explicou a professora do 4º ano da Escola EB1 de Sever oo Vouga. Com mais uma dezena de colegas, os pequeninos foram premiados na sessão de encerramento da 15ª edição das Correntes d’ Escritas. Estavam orgulhosos porque o conto ilustrado que escreveram seria distribuído pelas escolas do país, e por isso colocaram gravata.

Manuel Jorge Marmelo, alguns anos mais velho que os miúdos, mas também cheio de contentamento, subiu ao palco em seguida para que lhe entregassem o prémio literário Casino da Póvoa 2014. Ao discursar, o autor de Uma Mentira Mil Vezes Repetida lembrou as origens humildes da família – “sou neto de analfabetos, os meus pais fizeram a 4ª classe e eu estou agora a receber um prémio literário" - e fez um apelo pela manutenção da educação pública gratuita e da valorização dos professores do ensino básico nesta época de cortes de salários e de sonhos. 

(Eduardo Lourenço: "Somos essencialmente seres temporais"  Foto: Ricardo Viel) 

Era um sábado ensolarado, mas centenas de pessoas preferiram passar o dia fechadas no auditório do hotel para escutarem José Rentes de Carvalho, Andrés Neuman, Manuel Rivas, Inês Pedrosa e Onésimo Teotónio Almeida debaterem sobre as razões que levam alguém a escrever. E quem trocou o sol pelas palavras foi recompensado com algumas reflexões de Eduardo Lourenço – tão elegante e adorável como os miúdos engravatados - sobre o tempo: “Nunca estamos fora do instante, que é o coração do tempo”; “Somos tempo, somos essencialmente seres temporais”; “Somos sempre um passado, somos seres que nos lembramos daquilo que fomos”. Aos 91 anos, terminou a sua intervenção agradecendo aos que se debruçam sobre a sua obra para tentar entendê-la, e tembém entendê-lo: “Eu, que nem mesmo me compreendo."

Houve ainda espaço para que o espanhol José Ovejero - que por causa de uma greve dos trabalhadores do aeroporto de Frankfurt chegou com um dia de atraso - contasse a bonita história de um amor inventado que lhe rendeu o prémio Alfaguara do ano passado. Depois foi visto no bar do hotel a perguntar se alguém sabia da existência de traduções de Eduardo Lourenço para espanhol: “Fiquei muito curioso para ler mais coisas dele”.

E assim, com salas e corredores sempre cheios de pessoas interessadas, com atrações de 9 e de 91 anos, chegou ao final outra edição das Correntes d’Escritas. Já lá vão 15 anos desde a primeira reunião, recordada pelo vereador da Cultura Luís Diamatino com certo saudosismo. A sessão de encerramento daquele encontro foi realizada numa sala onde cabiam 70 pessoas. Os presentes não passavam de 25, sendo que pelo menos 15 eram escritores. Muita coisa mudou desde então, mas as Correntes continuam a ser um encontro entre amigos, ainda que agora, por sorte, ele sejam muitos mais.

 

Ricardo Viel


Anteriores:

Dia #1
Dia #2

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 17:30

Enemy com estreia marcada em Portugal e Espanha

Quarta-feira, 22.01.14

Enemy, o filme que adapta para o cinema O Homem Duplicado, de José Saramago, já tem data de estreia prevista para Portugal, chegando às salas de cinema nacionais a 18 de junho de 2014, exactamente quatro anos depois da morte do Escritor. Em Espanha, o filme tem estreia marcada para 28 de março de 2014, pelo facto de ser uma co-produção entre Canadá e Espanha.

O filme, vencedor do Prémio Méliès d'Argent no Festival Internacional de Cinema Fantástico da Catalunha, em Sitges, é realizado por Denis Villeneuve e conta com a participação, entre outros, de Jake Gyllenhaal, Mélanie Laurent, Sarah Gadon e Isabella Rossellini. A distribuição em Portugal é assegurada pela Zon Audiovisuais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 16:19





Em Destaque

Ver todas as notícias

Amigos da Fundação José Saramago


Livraria/Loja da Fundação José Saramago


Sons da Fundação


Ainda

Ver todas as notícias

Blimunda


Serviço educativo



A Fundação
Somos o que diz o papel que José Saramago assinou em Lisboa em 29 de Junho de 2007. Somos a Fundação José Saramago.
Saber mais | E-mail

Pesquisa

Pesquisar no Blog  

A Casa dos Bicos

A Casa dos Bicos, edifício histórico do século XVI situado na Rua dos Bacalhoeiros, em Lisboa, é a sede da Fundação José Saramago.

A Casa dos Bicos pode ser visitada de segunda a sábado, das 10 às 18h (com última entrada às 17h30).
Ler mais


A Casa José Saramago em Lanzarote

A Casa feita de livros pode ser visitada de segunda a sábado, das 10 às 14h30. Também pode percorrê-la virtualmente, aqui.

Receba a nossa newsletter


#saramago no Twitter



Arquivo mensal

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Subscrever por RSS


TripAdvisor

Parceiros institucionais:

Parceiro tecnológico:

Granta