Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

En Español

Texto #9: Blimunda, um amor de entranhas

Quinta-feira, 13.03.14

TEXTO #9: 

"Essa senhora [Blimunda] fez-se a si própria. Nunca a projectei para ser assim ou assim... Foi no processo da escrita que a personagem se foi formando. E ela surge, surgiu-me com uma força que, a partir de certa altura, me limitei a... acompanhar. Aquele sentimento pleno de personagem que se faz a si mesma é a Blimunda. Mas, é curioso, só no fim me apercebi de que tinha escrito uma história de amor sem plavras de amor... Eles, o Baltasar e a Blimunda, não precisaram afinal de as dizer... E no entanto, o leitor percebe que aquele é um amor de entranhas... Julgo que isso resulta da personagem feminina. É ela que impõe as regras do jogo... Porquê? Porque é assim na vida... A mulher é o motor do homem. Se você vir, os meus personagens masculinos são mais débeis, são homens que têm dúvidas, são personagens masculinos com complexos... As mulheres, não."

José Saramago, entrevista ao Público, Lisboa, 9 de Maio de 1991, in José Saramago nas suas palabras (2010)


 

Durante o mês de março, seguindo a sugestão dos amigos argentinos do Mundo Blimunda, a Fundação recuperará palavras de Saramago sobre as mulheres. Veja os textos anteriores:  

TEXTO #1
TEXTO #2
TEXTO #3
TEXTO #4
TEXTO #5
TEXTO #6
TEXTO #7
TEXTO #8

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 14:36

Passarola "voou" em Belém do Pará

Segunda-feira, 07.10.13

A Passarola de Bartolomeu de Gusmão "voou" em frente à Igreja de Santo Alexandre, em Belém do Pará, na segunda noite de representação do Memorial do Convento.

Como se lê no portal da Universidade Federal de Belém do Pará (UFPA) "para aqueles que estavam mais atrás, a impressão era de que ela [a Passarola] flutuava". Esta era uma Passarola especial, construída em materiais da Amazónia especialmente para a maravilhosa encenação de Vera Barbosa de uma das obras mais conhecidas de José Saramago.

A própria encenadora, colocada na janela central da Igreja de Santo Alexandre, narrou a história à plateia paraense.  Outras  janelas da igreja e do Palácio Episcopal (antigo Colégio de Santo Alexandre) foram palco para o coro grego, operários da construção do convento e figurantes, personagens que complementaram a narração. Aos atores portugueses do Grupo Éter que desempenharam os papéis de Blimunda, Baltasar e Padre Bartolomeu de Gusmão juntaram-se professores e alunos da Escola de Teatro e Dança da UFPA e músicos da Orquestra de Violoncelistas da Amazónia, dirigidos pelo professor Áureo de Freitas. Participam também cantores da Schola Gregoriana “Ad te levavi”, um projeto de extensão da Escola de Música da UFPA, com arranjo e direção do professor André Gaby.

"Desprendeu-se a vontade de Baltasar Sete-Sóis, mas não subiu para as estrelas se à terra pertencia e a Blimunda". O elenco, então, entoou as últimas palavras do teatro musical: “A morte vem antes da vida. Morreu quem fomos, nasce quem somos. Por isso é que não morremos de vez.”

Terminado o espetáculo, atores, músicos e equipas da produção subiram ao palco, embalados por All the lonely people, dos Beatles, executada pela Orquestra de Violoncelistas da Amazónia.A diretora da Editora da UFPA, Simone Neno, agradeceu a todos em nome do reitor Carlos Maneschy e da presidenta da Fundação José Saramago, Pilar del Río, usando, ao final, um trecho de uma saudação enviada de LIsboa por Pilar del Río: "Passaram trinta anos desde que José Saramago escreveu Memorial do Convento, mas qualquer dos que hoje ou amanhã tenham a sorte de ver o vosso trabalho pensarão que este romance foi escrito para vocês, para ser espetáculo concebido e representado por amigos do mais belo que existe no mundo: a generosidade, o amor desinteressado pela criação artística e pela bondade humana. Assim, unidos, levaremos no coração o escritor que nos ofereceu sonhos e força para tentarmos ser, a cada dia, mais humanos e, portanto, mais sábios.”

 

 

Portal da UFPA

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 13:02

Espetacular encenação do Memorial do Convento ocupa centro histórico de Belém do Pará

Quinta-feira, 03.10.13

Uma espetacular encenação de Memorial do Convento vai ocupar hoje e amanhã, a partir das 19h00, o Complexo Feliz Lusitânia, em Belém do Pará, no Brasil, numa produção que envolve mais de 50 de atores, músicos e figurantes e tem como palcos a Igreja de Santo Alexandre e o Museu de Arte Sacra.

O espetáculo, de acesso gratuito, ocupará toda a fachada da Igreja de Santo Alexandre, a calçada e algumas janelas do Palácio Episcopal (antigo Colégio de Santo Alexandre), onde está o Museu de Arte Sacra.

Três atores do grupo de teatro português Éter são protagonistas, nos papéis de Blimunda (Cláudia Faria), Baltasar (Sérgio de Moura) e Padre Bartolomeu de Gusmão (João Brás). Entre os artistas locais, contam-se alunos e professores da Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal de Belém do Pará (UFPA) e músicos da Orquestra de Violoncelistas da Amazónia, dirigidos pelo professor Áureo de Freitas. Participam também cantores da Schola Gregoriana “Ad te levavi”, um projeto de extensão da Escola de Música da UFPA, com arranjo e direção do professor André Gaby.

Este teatro musical é concebido e dirigido por Vera Barbosa, que em novembro de 2012 encenou o Memorial do Convento na Casa dos Bicos. Esta é a primeira vez que este livro de José Saramago é encenado no Brasil.

A encenação de Belém do Pará incorpora elementos da cultura amazónica, quer nos figurinos de Ézia Neves, quer nos adereços cenográficos criados por Bruce Macedo, ambos professores da Escola de Teatro e Dança da UFPA. A obra literária portuguesa situada no séc. XVIII harmoniza-se assim com componentes cénicos da cultura paraense.

Esta é uma iniciativa da Universidade Federal do Pará, através da Editora da UFPA (ed.ufpa), do Instituto de Ciências da Arte (ICA), da Escola de Teatro e Dança e da Escola de Música da UFPA (ETDUFPA), em parceria com a Fundação José Saramago.

 

Portal da UFPA

Globo/Pará

Portal ORM

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 10:08

Visitantes da Casa dos Bicos leem José Saramago (47 e 48)

Quinta-feira, 05.09.13

Obrigado, Sandra!

Saber mais sobre Memorial do Convento

Grazie, Beatrice e Valentina!

Saber mais sobre O Evangelho segundo Jesus Cristo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 17:24

Visitantes da Casa dos Bicos leem José Saramago (44, 45 e 46)

Quinta-feira, 05.09.13

Gracias, Diego!

Saber mais sobre As Intermitências da Morte

Grazie, Alessia!

Saber mais sobre Manual de Pintura e Caligrafia

Teşekkürler, Mesut!

Saber mais sobre Memorial do Convento

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 16:24

Visitantes da Casa dos Bicos leem José Saramago (41)

Quinta-feira, 29.08.13

Obrigado, Rui!

Leia mais sobre o "Memorial do Convento"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Fundação Saramago às 08:00





Em Destaque

Ver todas as notícias

Amigos da Fundação José Saramago


Livraria/Loja da Fundação José Saramago


Sons da Fundação


Ainda

Ver todas as notícias

Blimunda


Serviço educativo



A Fundação
Somos o que diz o papel que José Saramago assinou em Lisboa em 29 de Junho de 2007. Somos a Fundação José Saramago.
Saber mais | E-mail

Pesquisa

Pesquisar no Blog  

A Casa dos Bicos

A Casa dos Bicos, edifício histórico do século XVI situado na Rua dos Bacalhoeiros, em Lisboa, é a sede da Fundação José Saramago.

A Casa dos Bicos pode ser visitada de segunda a sábado, das 10 às 18h (com última entrada às 17h30).
Ler mais


A Casa José Saramago em Lanzarote

A Casa feita de livros pode ser visitada de segunda a sábado, das 10 às 14h30. Também pode percorrê-la virtualmente, aqui.

Receba a nossa newsletter


#saramago no Twitter



Arquivo mensal

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


TripAdvisor

Parceiros institucionais:

Parceiro tecnológico:

Granta